Páginas

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

A Cachaça Barra Velha do Brazil!

A Cachaça Barra Velha é produzida no Alambique do Leley, que foi motivo de blog no dia seis de janeiro passado. A pinga é produzida artesanalmente com a utilização de canas plantadas na própria Fazenda São Tomé sem agrotóxicos ou adubos químicos, a forma de obtenção do vinho (mosto) da cana para destilação é atraves de fermentação natural com a utilização do milho. Existem três tipos da Cachaça Barra Velha para comercialização: A de um ano depositada em barril de balsamo, que é de cor branca; a de três anos envelhecida em barril de carvalho tem a cor amarelo clara, e a premium de cinco anos também envelhecida em barril de carvalho com coloração amarelo ouro. A Cachaça Barra Velha é certificada pelo Ministério da Agricultura do Brasil e foi noticiada como uma das dez melhores do Brasil em matéria do Jornal O Globo de 30 de novembro de 2008. A Cachaça Barra Velha é produto de expotação e já é consumida em alguns paises da Europa. Para comprar a Cachaça Barra Velha faça contato com: marcosvalerio611@gmail.com, possuímos licença para exportação e vendemos para qualquer ponto do planeta.

8 comentários:

Maldonado disse...

Confesso que é uma bebida que não me atrai... apanhei uma grande bebedeira com cachaça e desde então nunca mais toquei nela... :/

Marcos Valerio disse...

Maldonado, provavelmente você tenha exagerado ou bebido algo de qualidade ruim, cachaça de qualidade boa é para degustação, maximo de 4 doses para quem não tem intimidade, e se for uma pinga de má qualidade possui elementos químicos que realmente trazem efeitos muito desagradáveis, a Barra Velha é natural e seus teores são controlados pelo técnico químico que é o dono da marca!Seu comentário é muito válido, pois desta forma posso passar a informação correta, afinal é um destilado!

susana disse...

cachaça só provei na caipirinha:) e gostei... eu sou fraquinha com alcool... não aguento grande coisa... mas gosto de experimentar e cá fiquei com mais uma informação!
Obrigada!
su

Marcos Valerio disse...

Su, caipirinha é ótimo, mas aconselho a utilização da cachaça branca ou menos envelhecida, o sabor fica especial, quanto a balxa resistência ao teor etilico somos dois, preciso sempre de muita alimentação senão fico tonto logo!
Obrigado!

Tecnenfermaginando disse...

ah... quem resiste a uma boa cachaça?

eu. não beo.

mas vou fazer a propaganda, pq
afinal, vc
só faz coisa boa nesta vida!

abç!

ps: a não ser qdo sai pra pescar com hyde... aí... coisa muda de figura, mas agora entendi, vcs levam a caninha tb!

Marcos Valerio disse...

Obrigado Tereza pelo elogio, mas não pesco com caninha, é perigoso, mata os peixinhos! Hahahahahaha.

Gama disse...

Olá Marcos, achei este assunto interessante, vou participar sem saber se posso.

Sou pescador esportivo, quer dizer, os peixes capiturados são devolvidos a seu meio habitat. Mais como toda regra tem excesão:
Um acampamento, banho de rio a tarde, um peixenho frito regado a uma caipirinha, hummmmm, tem seu lugar.

abraço a todos, Gama

Marcos Valerio disse...

Gama o blog é para nós comentarmos nossas experiências e vivências,
obrigado pela visita e comentário, um peixinho no acampamento tem
outro sabor!

Diretas sempre

Tratando da natureza!

Tratando da natureza!