Páginas

domingo, 23 de outubro de 2011

Pedra bruta

Zênite e Nadir: A linha do equilibrio, Zênite no infinito insondável do universo desconhecido, Nadir exatamente no centro da terra, onde jamais nenhum ser aprazerou-se de vê-la pessoalmente, especulações que fazem parte da engenharia diária do prumo, tão usado e vezado para o equilibrio, a famosa linha de gravidade, noventa graus do horizonte, tudo cauculado, nada visto ou comprovado "in persona".
O esquadro, são tantos, mas o esquadro de Pitagoras, mestre da ciência da vida, a matemática,  na formula pitagórica mais conhecida onde a soma do quadrado dos catetos é igual ao quadrado da hipotenuza... Formulas exatas, comprovadas cientificamente, ou melhor, matematicamente, onde e quando o angulo reto, ou a retilinidade de dois corpos se relaciona com mais outro corpo e se fecham na sentença matemática exata. Simbologia de vida? Resultados exatos do Caos!
A vida medida e pesada matematicamente, os angulos tortuosos do dia a dia, as sentenças matemáticas do atraso e do progresso, os espaços deixados pela incoerência das más ações, da preguiça e ou da falta de pró-atividade, todo dia é dia de renascer, de absorver a perfeita equação da existência que o criador Deus, Gadu, Shiva, ou seja lá como nós o chamemos, o salto imortal e atemporal da existência que só precisa da crença , ou da fé, para que a passos largos façamos exatamente nosso "destino", sermos felizes e perfeitos como o circulo, feito pelo compasso de todos os tempos, circulo que ao circunscrever-se a outros, forma as figuras mais perfeitas do universo, como o triângulo de Pitágoras, a geometria da vida, batida e fabricada com o malho, medida e confeccionada com o esquadro, e, vivida pelos artífices do eterno, portadores da espada do saber, mas coerentes pela voz da experiência do mesmo Eterno: A sobriedade do dialogo sobre todas as guerras
Marcos Valério - Eterno aprendiz!

4 comentários:

Gisa disse...

Da pedra bruta lapidas o diamante.
Um grande bj

Marcos Valerio disse...

Gisa agradeço por sua visita e comentário, muito sábio por sinal.

Zé Armando disse...

TODOS SOMOS PEDRA BRUTA NO INÍCIO...
TODO DIA UM NOVO GOLPE DO CINZEL A NOS ESQUADREJAR...

Marcos Valerio disse...

Estou muito feliz por sua participaçao aqui no bloguinho Zé, e conto com sua ajuda para continuar a lapidação da pedra bruta.

Diretas sempre

Tratando da natureza!

Tratando da natureza!