Páginas

sábado, 14 de março de 2009

O cloud computing tem um lado mau?

São Francisco - O blogueiro William Hurley entrevistou Brad Templeton, chairman da Electronic Frontier Foundation, sobre o viés negativo do cloud computing. Por INFOWORLD/EUA Brad Templeton, chairman da fundação Electronic Frontier, é conhecido na internet e nos meios jurídicos dos Estados Unidos por escrever sobre questões políticas e sociais relacionadas à computação. O especialista ministrou, recentemente, uma palestra chamada "O mal no Cloud Computing: Portabilidade dos dados e Single Sign On". Leia a entrevista para entender os motivos que fizeram Templeton chamar cloud computing de mau. Um dica: está relacionado ao fato de seus dados pessoais ou informações corporativas críticas estarem nas mãos de terceiros. >> Discuta cloud computing na CW Connect Infoworld: Você acha que o cloud computing é inerentemente mau ou apenas perigoso? Brad Templeton: Eu uso a palavra "mau" como uma hipérbole. [Cloud computing] tem diversos atributos positivos, mas, agora, as pessoas estão vendo-o como completamente positivo. É o tema quente, a maneira "óbvia" de criar novas aplicações. O que é importante é que as pessoas entendam alguns dos perigos, vejam se vale a pena correr esses riscos ou se podem evitá-los. IW: Você escreveu certa vez: "Nós rodamos o nosso software e guardamos os seus dados em servidores remotos e nos conectamos a eles a partir de terminais. É um passo para trás na computação pessoal e acaba com a 4ª emenda ao colocar os nossos dados nas mãos de outros." Isto parece maldade para mim. O que você quer dizer com "elimina a 4ª emenda [item da constituição dos EUA que, entre outras coisas, protege o cidadão de um Estado invasivo]"? BT: [Cloud] É usado quando um design de aplicação em que os computadores fazem o trabalho e o armazenamento dos dados é nas “nuvens”. A 4ª emenda protege seus dados pessoais quando você está em casa ou em outros lugares em que há uma "razoável expectativa de privacidade" para usar o termo legal. Infelizmente, as cortes decidiram que, ao colocar as informações nas mãos de terceiros, mesmo que para objetivos específicos, você perde isso. Se órgãos do governo buscam dados nas mãos de terceiros sem mandato judicial - por exemplo, de fornecedores de webmail -, isto vai se expandir para todos os tipos de dados em cloud. Algumas vezes, os dados na nuvem são protegidos por estatutos. E-mails e informações médicas possuem critérios de confidecialidade, o que é bom, mas não é suficiente. Precisamos garantir que os meus dados (como planilhas que faço no Google docs) tenham garantia de privacidade mesmo se o Google for proprietário do servidor. Não estou dizendo que seus arquivos na nuvem estejam completamente desprotegidos, mas estão muito menos protegidos do que os dados em seu computador. É importante entender que, mesmo quando o governo precisa de um mandato para chegar aos seus dados, ele é enviado para a empresa que hospeda as informações, não para você. Diversas companhias vão brigar pelos direitos dos seus clientes, mas ninguém está interessado em desafiar o mandato como você está. Quando os dados estão longe de você, você pode perder esta oportunidade.

11 comentários:

Geni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geni disse...

Pasaba para saludarte,gracias por tus comentarios.
Un besito,hasta pronto.

Camisinha.com disse...

marcos,

isso quer dizer então que somos irresponsáveis porque deixamos que alguém administre essas coisas por nós?


desenhe,
o assunto é interessante!

.

Marcos Valerio disse...

Geni Obrigado por sua visita e comentário.

Marcos Valerio disse...

Tereza tudo depende de ponto de vista, se há irresponsabilidade ou não eu nem sei! Ando um tanto ocupado Graças A Deus, a Construtora Norberto Odebrecht contratou meus seviços e o empo anda escasso. Um abraço!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Marquíssimo!!!

Entre alguém que se dá ao luxo de fazer tais afirmações em entrevista e o facto de teres sido contratado pela Odebrecht, vou, se nenhuma dúvida, pela segunda. Contato, sobretudo em tempo de crise, só pode ser motivo para muitos parabéns!

Olha, meu caro: a Odebrecht também está aqui em Portugal. Vê se vens até cá por razões profissionais... e outras.

Abs

E A Minha Travessa? Que tal? Espero sempre por ti...

Marcos Valerio disse...

Caro Antunes, sua travessa como sempre é uma excelente leitura, afinal você é o "cara"(uma giria para dizer que está em primeiro lugar), quanto a entrevista ela é feita com um colega nosso que é blogueiro nos EEUU, eu cá não tenho tantos conhecimentos assim, apenas busco algumas informações que acho de utilidade e as repasso.Abraços!

Camisinha.com disse...

ei, rapaz?!

viu meu amigo marcos por aí?

rs

..

Luis Bento disse...

É... tenho que ler mais vezes as suas dicas...apanhei um troiano que danificou o arranque do windows...4 dias sem computador... e uma "nota preta" para reparar...

Tetê disse...

ei!!! abandonou a gente???

Geni disse...

PASATE CUANDO PUEDAS POR MI BLOG,TIENES UN REGALITO,ESPERO QUE TE GUSTE.
UN BESITO.

Diretas sempre

Tratando da natureza!

Tratando da natureza!